Ça irá

Deixo aqui Piaf a fazer o papel de revolucionária no filme «Si Versailles m’était conté» dirigido por Sacha Guitry (1953). A história e a letra original andam por aqui – mais longas e menos interessantes que a versão da Môme. Porque não encontrei nenhuma, resolvi fazer uma tradução (livre) – um pequeno apontamento sobre crises e austeridades. É […]