O perú do Gary Cooper

O perú do Gary Cooper vai-me servindo de metáfora sobre uma estratégia, que pode evoluir até à mera retórica, usada para tramar indígenas. Anda pelo topo da lista de promessas de ano novo desde 2008 – e só me lembro depois dos factos consumidos. Aqui ficam as famosas cenas de «Sergeant York», de 1941, para meditação filosófica – desta dedicadas a uma amiga:

partilhar