O dia de Ada Byron

ada-lovelace-at-age-20-largeDesde 2009 que a segunda terça-feira de Outubro foi instituída como o dia de Ada Lovelace/Byron, em que mundialmente se pretende celebrar o papel das mulheres STEM (Science, Tecnology, Engineering, Matematics – isto em português seria CTEM). A escolha da data foi arbitrária, pois Ada nasceu a 10 de Dezembro 1815 (devidamente festejado em Inglaterra) e morreu aos 36 anos, a 27 de Novembro de 1852.

Ada Augusta King, Condessa de Lovelace, é a única filha legítima do poeta Lord Byron. Dado as tendências familiares para a loucura (poética, embora) a mãe entende que os estudos mais saudáveis da ciência e matemática a poderão proteger. Cruza-se assim com a elite do tempo. Charles Babbage pede-lhe a tradução de um texto técnico do engenheiro militar italiano Luigi Federico Menabrea sobre um motor para sua Máquina Diferencial ou Analítica – que Ada completa com um conjunto de Anotações que hoje se entende ser um primeiro algoritmo/programa para computadores. Por si define que trabalha na área da ‘ciência poética’ e prevê as capacidades abstractas desta ferramenta e futura utilidade além dos meros números: «Suponhamos, por exemplo, que as relações fundamentais da afinação dos sons da ciência da harmonia e da composição musical pudessem ser suceptíveis de tal expressão e adaptações, o engenho poderia compor elaboradas peças de música científica com qualquer grau de complexidade ou extensão.»

O dia de Ada já começou pela Ilha de Kiribati, no meio do Pacífico, e vai correr o globo durante 50 horas (um dia comprido) para terminar a circum-navegação nas Ilhas atol Baker e Howland.

partilhar