Fado da Mentira

Letra e música de António Menano, na voz de Adriano Correia de Oliveira, com as guitarras de António Portugal e Eduardo Melo, e violas de Durval Moreirinhas e Jorge Moutinho (‘single’ Noite de Coimbra 1960).

Fado da Mentira

Ninguém conhece no rosto
O que a nossa alma inspira.
A vida é gosto e desgosto
Mentira tudo mentira.

Fiz uma cova n’areia
P’ra enterrar minha mágoa.
Entrou por ela o mar todo
Não encheu a cova d’água.

 

partilhar