Ciber guerras e ciber resistências

Já vai no round-4 a ciber guerra contra os extremistas islâmicos levada a cabo pelo grupo Red Cult Team dos Anonymous. Chamaram-lhe #OpISIS. Têm estado a publicar no youtube os seus feitos e conselhos. Estão a par dos resultados da cimeira Countering Violent Extremism convocada pela Casa Branca em 18 de Fevereiro. Recomendaram ao presidente Obama e Twitter que fechassem as contas dos rebeldes. Para o efeito piratearam bases de dados do pseudo-estado islâmico, e tornaram públicas as informações necessárias: só ontem, no Pastebin – http://pastebin.com/rbq8s4GM e apenas em nome do Red Cult Team (há mais a fazer o serviço) aparecem inventariadas 2018 + 8484 contas. Listam as antigas, e as novas que são criadas para substituir as que desaparecem. O que dá que pensar sobre a quantidade de membros ou simpatizantes que o pseudo-estado islâmico não estará a utilizar para esta guerra também em rede.

Da parte dos Anonymous deixam as suas intenções no seu manifesto:

Vamos caçar-vos, bloquear os vosso sites, contas, e-mails, e expô-los
A partir de agora, não terão lugar seguro online
Serão tratados como um vírus, e nós somos a cura
A Internet é nossa
Somos Anonymous, somos legião, não perdoamos, não esquecemos, Esperem-nos.

partilhar