Gazeta do Outro Mundo…

“Gazeta do Outro Mundo, escrita em verso e em prosa com as ­penas do Purgatório pela alma de um marido defunto, aparecendo na ­encruzilhada de um romance jocozo como coriza má de Apolo à sua viúva esposa tortolilhada*…” – inédito, 1641? Romance:       Minha mulher lá do mundo ouvi os loucos lamentos de uma alma […]

Cesariny & Pessoa-Campos (bons começos)

Ah, abram-me outra realidade! Quero ter, como Blake, a contiguidade dos anjos E ter visões por almoço. Quero encontrar as fadas na rua! Quero desimaginar-me deste mundo feito com garras, Desta civilização feita com pregos. Quero viver como uma bandeira à brisa, Símbolo de qualquer coisa no alto de uma coisa qualquer! – Depois encerrem-me […]

Canaletto e as mulheres

Cortile dello scalpellino (1725) – Canaletto, óleo s/ tela (123,8×162,9) – National Gallery, Londres O olhar de Canaletto (1697-1768) consegue captar a estranha luminosidade da sua Veneza. Insiste no valor matemático da perspectiva e, quando necessário, recorre à camara óptica. Este quadro fascinante – Cortile dello scalpellino / O Pátio do Pedreiro / The Stonemason Yard […]

Gekkō e Ryōkan

Ogata Gekkō (1859-1920) Mestre Meiji – Lua com ondas o roubador só deixou para trás na minha janela a lua Taigu Ryōkan (1758-1831), monge poeta [Trad. H. Barbas 21.05.2018] Ogata Gekkō – que mudou o nome para “luar” – foi um autodidacta que revolucionou todas as regras da gravura ukiyo-e. Viveu durante o Império de Meiji […]