A Preguiça

Tamaaaanha preguiiiiiiiiiiiiiça….
O que me anda mesmo, mas mesmo a irritar nisto tudo é a PREGUIÇA.
Ensinaram-me que era um dos sete pecados capitais, mas sempre achei que era uma virtude, um dom que nos obriga a descobrir as maneiras mais fáceis de fazer as coisas e melhor resolver os problemas difíceis (assim como a «avaliação atrasada» nos computadores). Mas com este governo começo a duvidar (também aqui). Hoje trabalharam 7 horas – e saíu em todos os noticiários. A cena da TSU e dos aumentos de impostos é uma solução de preguiça viciosa – o mesmo para ligeireza e facilidade com que fazem as ameaças de privatização da RTP e da CGD, da ANA. Eu li (e traduzi) o Memorando da Troika – pergunto: e a cobrança de impostos a quem pode fugir deles?  E a reestruturação dos Ministérios (alguns com organismos em triplicado?). Mas hoje, a prova provada foi a (muito má ou maldosa) avaliação das Fundações – no mínimo preguiçosa (ou MUITO incompetente?): a da PAULA REGO??? (of all people ???) Para ela se ir embora como a foi a Maria João Pires? Mas quem é esta gente???? E dormem? (e citam-nos Camões????).

 

 

partilhar